Análise do Mundial

Fiquei ausente por quase toda a Copa justamente pela demanda que ela gerou de trabalho, mas vamos cá, fazer uma análise do que rolou até as semifinais do mundial.

Primeiro ponto: No dia 07/12/2009, quando foram sorteadas as chaves do mundial, eu fiz uma simulação:

https://boleador.wordpress.com/2009/12/07/analises-das-chaves-da-copa-de-2010/

Ali previ onde o Brasil cairia com esse time de Dunga e não errei. Me surpreendi com seleções como Itália e França, que eu julgava ver ao menos até as quartas. Só que quando vi a França nos amistosos antes do mundial, caí na real do que aconteceria, tanto que apontei o México como primeiro colocado e o Uruguai em segundo.

A Alemanha me surpreendeu positivamente, mas não vejo nela o que todos estão dizendo, de super time. É uma equipe que marca muito bem e tem uma saída de bola invejável. No mais, joga esperando o erro adversário. Foi assim que venceu a Inglaterra (sem contar o erro grotesco do bandeira) e a Argentina, em um dos placares mais injustos que já vi. Os Hermanos tem uma defesa fraca, mas atacaram o tempo todo. Apostava no título argentino, mas confesso que agora, deve dar Alemanha. A única forma de não acontecer, é se a Espanha sair em vantagem no jogo de logo mais. No único jogo que os alemães saíram atrás, perderam. 1 a 0 Sérvia.

A Espanha tem um ótimo time, mas que ainda luta para superar a fama de amarelão. Aliás, o time de Del Bosque ainda não jogou o que pode, mas chegou e não me surpreenderia ver a base do Barcelona ser campeã mundial, título inédito.

Do outro lado, apenas esperando, a Holanda. Time que fez uma Copa burocrática, como citou meu colega Caio Fernandes. Os holandeses caíram em uma chave complicada, mas avançaram em primeiro. Nas oitavas, vida fácil contra a Eslováquia. Depois do Brasil, Uruguai, que foi raçudo, mas não chegou a jogar um grande futebol, de fato.

Confesso que esperava mais é da Inglaterra, que chegou ao mundial com um time forte e um grande treinador. Fez uma péssima primeira fase e deu azar de cair no caminho dos alemães.

E o nosso Brasil, caiu para ele mesmo. Era a Copa mais fácil da história para ser ganha. Se tivéssemos um time 10% melhor, levaríamos o hexa. Maradona lavou as mãos ao levar o que tinha de melhor (com excessão de Cambiasso). Dunga assinou o atestado de burrice com a teimosia. Peitou o Brasil inteiro e fracassou, como alguns torceram para acontecer e como todos, no fundo, já sabiam.

Que venha 2014, com uma geração renovada e com um técnico de verdade.

Para finalizar, lamento por Portugal. Um geração muito inferior a que disputou a Copa da Alemanha, mas que se esforçou ao limite.

Dois melhores jogos: Gana x Uruguai e Eslováquia x Itália

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: