Impressões de mais um Campeonato Brasileiro

O BR 2010 chegou ao fim e vamos analisar dentro do que esperávamos:

As três equipes que disputaram o título eram favoritas. Decepção por parte do São Paulo, que ficou muito aquém do esperado e do Grêmio, que demorou muito para engrenar. Sem falar no Internacional, que com a disputa do mundial, deixou o torneio nacional de lado.

Sobre o Santos, ja esperava uma baixa, com as saídas de atletas e a contusão do Ganso.

Na parte de baixo da tabela, nada demais. Apenas um Flamengo, que até então era o Campeão, disputou a Libertadores e no segundo semestre, se entregou, como um doente faria em fase terminal. Melancolicamente, se safou do rebaixamento, porque os dois candidatos à vaga se enfrentaram. De outro modo, poderia ter caído na última rodada.

O campeonato consagrou mais uma vez a competência incontestável de Muricy Ramalho. Um treinador fantástico, de caráter (recusou a seleção e sempre cumpriu seus acordos), que com um ótimo elenco e um tal de Conca (o melhor dos últimos anos e uma pena não ser brasileiro), chegou ao tetracampeonato de sua carreira.

O Fluminense foi o time que mais liderou o torneio e para mim, só não tem o título de uma forma incontestável porque recebeu seis pontos de graça de São Paulo e Palmeiras. Por essa única razão, acho que por justiça, a taça deveria ir para Belo Horizonte, com o Cruzeiro, equipe que apresentou o melhor futebol, mais ofensivo, mais belo de se assistir. O Flu poderia ter vencido os dois times paulistas? Sim, mas acho difícil que ele conseguisse os seis pontos como o fez. O que nas contas, fica simples perceber que seria ultrapassado pelo time mineiro.

O que não chega a ser uma novidade, já que no ano passado, a entregada ridícula de Corinthians e Grêmio, fizeram o mesmo acontecer: o Flamengo se sagrou campeão, em um torneio que já tinha dono, o Internacional de Porto Alegre.

A rivalidade regional traz uma conduta antidesportiva, que acaba tirando os méritos e manchando campanhas tão brilhantes. Isso porque essas equipes já não tem objetivos no torneio. Essa sujeira só poderia ser barrada com a volta do mata-mata. Se oito times se classificassem para as finais, São Paulo e Palmeiras não teriam feito esse papelão. E aí meu amigo, é cada um por si. Ou vence o seu adversário, ou está fora. Quem tiver competência passa e é campeão.

Ou dá para dizer que em um campeonato em que times entregam jogos, o resultado final é justo? Por muito menos, Felipe Massa foi ameaçado de uma prisão! No futebol, fazem vista grossa. Mas e se esse benefício fosse a favor de Flamengo e Corinthians, equipes certamente mais odiadas do futebol nacional? Seria um título roubado? Teria esquema?

Tragam o mata-mata pelo bem do futebol brasileiro. Aqui não é Europa. Ser feito no velho continente não significa dizer que é melhor. O Brasil tem outra cultura, e a malandragem do jeitinho brasileiro torna um torneio bonito em uma coisa suja.

Quais foram os melhores jogos da última rodada do torneio? Para mim, Grêmio x Botafogo e Vitória x Atlético/GO. Porque? Confronto direto! Dois times querendo a vitória e um objetivo em comum.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: